InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Registro de genins

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar


MensagemAssunto: Registro de genins   Qui Nov 12, 2015 11:20 pm

<br />Aqui serão feitas as inscrições para os gennins. Todos que se inscreverem aqui vão fazer parte de uma equipe e terão um jounin como sensei. Caso você queria ter habilidades originais (que não existem no mangá/anime) procure a moderação ANTES de fazer a inscrição

=>> Ficha
Nome:
Idade:
Descrição física (colocar uma foto do seu personagem, se possível):
Clã: (caso tenha)
Kekkei genkai: (caso tenha)
Natureza de chakra (katon, suiton, doton, raiton, fuuton e etc):
Armas e objetos característicos (preencha só se você usar alguma coisa especial, não precisa declarar shurikens, kunais e etc)
Personalidade:
Biografia (background que levou o personagem a ser o que é):

Vocês tem 14 pontos para distribuir de acordo com os atributos. É obrigatório destinar ao menos 1 ponto para força, velocidade, stamina e regeneração:

Ninjutsu (0/5)
Genjutsu (0/5)
Taijutsu (0/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (1/5)
Velocidade (1/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://shiogakure.forumeiros.com
Aburame Shinya

avatar

Idade : 15

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Nov 13, 2015 6:32 pm

=>> Ficha [Aburame Shinya]


Nome: Aburame Shinya.
Idade: 13 anos.
Descrição física:
Alto para sua idade, Shinya é intimidador em vários sentidos. Para começar, sua pele é bastante pálida, seus cabelos artificialmente grisalhos e a falta de expressão – típica dos Aburame - lhe conferem uma aparência quase que fantasmagórica. Seus olhos são castanhos, mas estão sempre cobertos por seus óculos escuros, os quais dificilmente retira do rosto. Seus trajes costumam ter tons berrantes e agressivos, como vermelho vivo e púrpura.
Clã: Aburame.
Kekkei Genkai: Kikaichuu no Jutsu (Técnica dos Insetos Destrutivos).
Natureza de chakra: Fuuton, Doton e Raiton.  
Armas e objetos característicos:
Dois pequenos potes de argila com rosca presos às coxas, por cima da calça. É onde abriga seus Kikaichuu mais fortes e robustos, assim como aqueles que tem maior fome de carne.
Personalidade:
Não é preciso muito tempo ao lado de Shinya para descobrir que ele não é como os outros membros da sua família. Embora cubra os olhos, use um casaco e tenha pouquíssima expressão facial, seu comportamento é absurdamente atípico. Conversador, o rapaz de cabelos brancos adora dar opinião sobre tudo e gosta de estar incluso em todo tipo de conversa, plano ou confusão. Embora costume fazer piadas o tempo inteiro, quando está nervoso as intensifica e tende a falar coisas sombrias ou não muito adequadas para certos momentos. Embora consiga agir com frieza em situações de tensão mediante grande esforço, Shinya habitualmente age por impulso quando acredita que não precisa se dedicar verdadeiramente – o que se entender por quase todo o tempo. Não nutre muita simpatia por seu clã, mas sente-se incapaz de confrontar o pai diretamente, então adotou um visual e atitudes que destoam de sua família.
Biografia:
Os Aburame queriam mais poder. O clã em si já era muito poderoso e tinha ninjas incrivelmente talentosos, mas ainda não era o suficiente. Precisavam de um novo tipo de usuário dos Kikaichuu e, para tal, estavam dispostos à arriscar as vidas de algumas crianças. Shinya foi um deles, mais especificamente, foi o primeiro a receber os escaravelhos carnívoros em seu corpo. Aquele era um teste arriscado, uma vez que aqueles besouros poderiam devorar não apenas o chakra do bebê, mas também o seu corpo. Por sorte, os pais do garoto conseguiram manipular o teste corretamente e Shinya sobreviveu.

Com o passar dos anos, o garotinho foi sendo treinado nas técnicas do Kikaichuu, mas enfrentava a dificuldade de que, constantemente, seus insetos podiam se voltar contra si e devorá-los por inteiro. Sua infância inteira foi um martírio e dificilmente podia andar sozinho, considerando que seus escaravelhos poderiam matá-lo caso o garoto não conseguisse controlá-los corretamente com seu chakra. Quando adquiriu consciência o suficiente para entender que seus pais o haviam submetido àquilo sem hesitar, Shinya passou a odiá-los aos poucos. Simplesmente não entendia como deixaram seu filho suscetível a esse experimento.

Aos oito anos, seu ódio não podia alcançar proporções maiores e, uma vez que não se sentia capaz de confrontar o pai, Shinya resolveu mudar, quebrar de vez os padrões e as tradições Aburame. Se os pais queriam um tipo de ninja diferente, eles teriam. Assim, Shinya passou a tingir seus cabelos de prata e suas roupas, outrora de tons bege e verde, tornaram-se vermelhas, roxas e negras. Suas atitudes também se modificaram, deixando de ser um garoto quieto e discreto para ser um jovem falador, impulsivo e de humor bastante sombrio. Aquilo chocou bastante seus pais e irmã, de forma que as desavenças tornaram-se constantes, mas já era tarde. Shinya não pretendia mudar.

Ao entrar na academia ninja, o rapaz deu o seu melhor, uma vez que desejava ter a força para, um dia, vencer seu pai, substituí-lo como líder de seu clã e impedir que mais crianças fossem submetidas aquela forma de criação. Se fossem ter besouros assassinos em seus corpos, seria quando tivessem maturidade e a vontade de portá-los, não porque foram obrigados quando ainda nem podiam falar. Seu ninjutsu logo mostrou-se forte, ainda que seus outros talentos fossem de nível baixo. Ainda assim, não desistiu e, por fim, chegou à graduar-se como Genin.
Atributos:
Ninjutsu (3/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (2/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (1/5)
Velocidade (2/5)
Stamina (2/5)
Regeneração (2/5)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hyuga Dageki

avatar

Idade : 18

Ficha do personagem
Rank: Genin

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Seg Nov 16, 2015 2:15 am



THE BREATH OF LIFE

Nome: Hyuga Dageki
Idade: 15 anos

Descrição física: Apesar da aparência mais velha, Dageki tem apenas 15 anos. O corpo magro, mas escúlpido junto de suas mãos calejadas e algumas cicatrizes escondidas em seu corpo  revelam suas intensas e exaustantes sessões de treino. 1,70m de altura e pesando 75kg. Pele alva e cabelos platinados naturalmente, bagunçados em um topete pra cima. Os olhos revelam, de cor branco-cinzento, sua linhagem sanguínea proveniente dos Hyuga. Suas expressões faciais são um misto de dureza e beleza, o que chama bastante atenção por onde passa. Usa uma capa de cor bege que vai até o joelho, com sua bandana presa ao lado do velcro de encaixe na altura do peito, sobre um kimono de cor azulada e apertado, dividido na cintura por um cinto cinza.

Clã: Hyuga
Kekkei genkai: Byakugan
Natureza de chakra: -
Armas e objetos característicos: -

Personalidade: Sua bela aparência combina muito bem com seu carisma. Com um instinto de liderança, o que Dageki mais gosta é de ter toda a atenção que puder. Por fora apresenta uma imagem totalmente positiva de si, um homem com um instinto de empatia e amizade. Mas por dentro, o que se pode encontrar em Dageki é ganância e manipulação. É capaz de qualquer coisa e passar por cima de quem for preciso para ter o que almeja. Dageki sabe o poder que seu carisma e beleza possuem, e por isso nutre um sentimento de superioridade, embora não demonstre abertamente. Tenta desesperadamente construir uma barreira contra sentimentos, por isso esconde seu maior segredo: o quão depressivo e perturbado é. Dificilmente considera uma pessoa como seu amigo de verdade, o únicos até hoje foram sua mãe e Takeshi.

Biografia: Sopro de vida. Esse é significado de seu nome. Quando criança, sua mãe contava a ele o por que de ter escolhido esse nome. Um sopro de vida significa renovação, empatia, vitória e liberdade. Eram esses valores que sua mãe queria passar ao filho. Desejava que Dageki fosse um herói entre os homens. Sua mãe o fazia se sentir único e especial. Mas todo esse sonho desabou na cabeça do garoto quando completou 6 anos de idade. Em um noite qualquer, a família do Dageki fora atacada em casa. Não levaram nada, mas mataram sua mãe. Seu pai, até então sempre ausente, conseguiu salvá-lo, mas perdeu a esposa. Algum tempo depois descobriu-se que aquele assassinato fora premeditado para roubarem o corpo da mulher e extrairem seu Byakugan, o que foi impedido por seu pai. Shi, mãe de Dageki, era um Hyuga da família principal e uma influente conselheira entre o clã naquela geração. Seu pai, Seikatsu, era da família secundária e casou-se com Shi apenas por interesses no âmbito de poder político. Depois de sua morte, Seikatsu apoderou-se totalmente de seu cargo, e aquilo o mudou. De pai ausente, tornou-se um ditador e cego pelo poder, fazia o necessário para conseguir o que queria, mas sempre com uma máscara em seu rosto, sendo o que não era na frente de seus irmãos e irmãs. Seikatsu exigia o impossível de Dageki, visando torná-lo uma máquina e alguém poderoso, já que Dageki pertence a família principal. Dageki passou a odiar seu pai, que usava toda sua tirania contra ele e na frente do clã era outra pessoa: uma pessoa aparentemente boa e importante. Passou nove anos de sua vida na fase em que considerou ser o seu pior inferno. O garoto era humilhado, castigado, passou fome e até já apanhou nas mãos de seu pai, tudo por causa da visão que Seikatsu tinha para Dageki. Sempre desconfiou que seu pai quem havia matado sua mãe pelo poder, e nutriu um sentimento de mágoa para com seu clã. Com 13 anos, no meio de todo o inferno que considerava sua vida, conheceu Hyuga Takeshi.  Os dois se conheceram em uma missão que o shinobi de Shiogakure fazia em Konoha. Uma forte amizade se formou ali, e isso foi o empurrão que Dageki teve para mudar totalmente sua vida. No tempo que ficou ali, Dageki fez de tudo para que o amigo o levasse embora de Konoha, teve até mesmo que mentir: Dageki não podia ficar ali por que seu irmão desertor o procuraria por achar que ele era culpado pela morte de sua mãe. Não envolveu o pai nisso, apenas mentiu dizendo que ele concordara em esconder o filho em segurança. No dia em que Takeshi voltou para Shiogakure, levou consigo Dageki, que se escondia de seu pai. Com esperanças de uma nova vida e o desejo de crescer para um dia, enfim, poder se vingar, partiu para a vila com seu novo amigo. Levou consigo o sonho de sua mãe de ser um herói entre os homens, mas o que não sabia é que levou também uma semente plantada por Seikatsu: todo aquele ódio guardado mudou Dageki, e ele tornou-se alguém amargo e depressivo por dentro. Sem perceber, acabou tornando-se a alma de seu pai com a mente de sua mãe.

Ninjutsu (0,5)
Genjutsu (3)
Taijutsu (3)
Fuinjutsu (0,5)
Força (1)
Velocidade (4)
Stamina (1)
Regeneração (1)


Última edição por Hyuga Dageki em Qui Abr 21, 2016 2:42 am, editado 10 vez(es) (Razão : Formatação; Mudança de nin e fuin pra 0,5 , Velocidade para 4.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inuzuka Naoko

avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Ter Nov 17, 2015 4:30 pm



Nome: Inuzuka Naoko

Idade: 13 anos


Descrição física: Como a maioria de seu clã, suas características físicas lhe conferem um semblante selvagem. Os cabelos são castanhos e, na maior parte do tempo, bagunçados como pelos de um ninken. Seus são de um preto intenso, e os dentes caninos são mais afiados que o normal. Possui em seu rosto a marca dos Inuzuka: duas presas vermelhas.

Clã: Inuzuka

Kekkei Genkai: Shikyaku no Jutsu (Técnica das Quatro Patas) - reflexo e instintos animais

Natureza de chakra: Doton

Armas e objetos característicos:
-

Personalidade:
Naoko é a menina mais agitada que você irá encontrar. E faladeira também. Além disso, é muito corajosa e gosta de tomar a liderança sempre que pode. Ela também se importa muito com os amigos, em especial com seu ninken, Merumaru. Apesar disso, é impulsiva e, algumas vezes, pode ser até irritante.

Biografia: A história de Naoko é também a história de Merumaru, seu companheiro canino. Como todo componente do clã Inuzuka, Naoko recebeu Merumaru de seus pais ainda na infância, quando possuía 4 anos de idade. Entretanto, apesar de tê-lo ganhado tão cedo, o vínculo entre os dois demorou um bom tempo para ser consolidado.

No início, Merumaru recusava-se a ficar perto de Naoko. E ela, com toda sua impulsividade característica, complicava ainda mais as coisas. A menina não sabia como abordar o animal e, frustrada, acabava agindo agressivamente, afastando-o ainda mais. Por mais que todos lhe contassem que esses empecilhos eram normais, e que os dois seriam melhores amigos um dia, a pequena Inuzuka já chegou a pensar várias vezes que não estava com o cachorro certo. Quer dizer, Shizuka, a ninken de seu pai, sempre era amorosa com ela. Nori, a de sua mãe, ainda mais. Mas Merumaru… necas.

Aos sete anos, não era de se admirar que Naoko já tivesse desistido. Depois de três  anos tentando se aproximar do cachorro que lhe fora destinado, acabou perdendo as esperanças. Não o levava para passear e nem fazia questão de tentar chamá-lo para dormir consigo. Os dois pareciam bem melhor dessa forma. Merumaru passava seus dias de barriga pra cima na grama verde da Vila da Maré enquanto Naoko corria com os amigos. E assim foi, durante um ano completo.

Os pais da menina – que, a esse ponto, já estavam preocupados com o desenvolvimento da afetividade entre os dois –, resolveram forjar um sequestro para ver como sua filha reagiria. Em uma noite bem iluminada pela lua cheia, o pai de Naoko, mascarado, interrompe o sono de Merumaru e pega-o. O cachorro começa a latir como nunca. Naoko, ouvindo aquilo, subitamente acorda para atender ao pedido de socorro. Ela corre disparada em direção ao suposto sequestrador, que corria para fora da casa, e derruba-o por trás. A menina liberta seu ninken e, ao arrancar a máscara, acaba deixando um arranhão profundo na cara de seu pai, que logo se revela.

Apesar do pequeno incidente, o plano acabou funcionando. Depois do ocorrido, Naoko e Merumaru passaram a se entender melhor, mas as acentuadas diferenças ainda os impedem de ser a dupla ideal. O cachorrinho é bem preguiçoso, o perfeito contrário de Naoko. Mesmo que já tenham melhorado bastante a relação, ainda entram em conflito constantemente, como dois irmãos briguentos.

Ninjutsu (2/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (3/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (1/5)
Velocidade (3/5)
Stamina (2/5)
Regeneração (1/5)


Última edição por Inuzuka Naoko em Qua Nov 25, 2015 7:00 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuuki

avatar

Idade : 14

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Ter Nov 17, 2015 6:44 pm

Registro de Yuuki



Nome: Yuuki

Idade: 13 Anos

Descrição física: Yuuki tem os cabelos escuros e avermelhados. O mesmo é penteado de uma forma selvagem, indo espetado para trás, mas se dividindo em dois lados, cobrindo seus ouvidos. Suas vestes são uma camisa branca meio larga no mesmo, geralmente caindo do lado direito de seu ombro, juntamente a uma calça azul presa por um cinto preto com uma fivela prata. Nessa calça estão alojados um porta-kunais em sua perna esquerda e uma pequena bolsa em sua cintura na parte de trás, podendo ser vista apenas quando o mesmo está de costas, e finalizando seu figurino, botas negras e resistentes reside em seus pés. Geralmente é visto utilizando também uma longa jaqueta capuz branca de mangas compridas aberta, revelando sua roupa de baixo. O menino é caucasiano com olhos rosados e calmos, e possui uma estatura normal para alguém da sua idade, com seus saudáveis 150 cm e 42 kg.

Clã: -

Kekkei Genkai: Shouton (Porém ele mantém isso oculto devido a assuntos pessoais. Os únicos que conhecem isso é sua mãe e seu gato de estimação, Nyanmaru).

Natureza de Chakra: Doton

Armas e Objetos Característicos: Um colar em forma de arco que utiliza em seu pescoço, com uma pequena pílula presa a ele, como se parecesse uma coleira de gato com um guizo na ponta. (O mesmo não sabe para que a pílula serve.)

Personalidade: O mesmo anda sempre com uma cara calma e relaxada, tentando não manter expressões faciais, as vezes até mesmo consegue deixá-las nulas, mas isso provém de um passado perturbado e traumático, e por isso, agora ele tenta chamar o mínimo de atenção possível. Tirando seu cabelo, suas roupas não são muito chamativas, o que o faz se mesclar facilmente a uma multidão. Ele sempre tenta não manter relações com as pessoas, apenas fala o básico, e no resto das vezes fica quieto, como um verdadeiro antissocial. O mesmo possui uma inteligência bastante elevada, poderia ter se formado na Academia Ninja com apenas nove anos, mas com medo de demonstrar seu intelecto superior, sempre controlou suas notas e provas, para sempre se manter na média. Com isso, acabou se formando com treze anos.

Biografia: O País do Som é bem conhecido pelos quatro cantos no mundo ninja. Conhecido por ser lar de experiências realizadas em humanos por um ser chamado Orochimaru, e devido a isso, essa área foi completamente tomada pelo mesmo para realizar tais ações. O Sannin das cobras devastou pequenas vilas e vilarejos do antigo País dos Campos de Arroz, procurando ninjas que poderiam lhe interessar com suas habilidades ou Kekkei Genkai raras, mas foi em uma dessas vilas destruídas que algo passou despercebido em meio ao barulho de guerra. Certa vez, Reika, uma cientista de um pequeno vilarejo ainda existente no País do Som, caminhava perto de uma das ruínas de uma vila a procura de ingrediente e informações para suas pesquisas. Foi então que começou a escutar um som diferente do ambiente, o choro de uma criança. Reika correu o mais depressa que pôde para encontrar o local de onde aquele som estava vindo, e encontrou uma pequena criança, que parecia ter meses de vida ainda, debaixo dos destroços de uma das casas. A cientista não podia deixa-lo ali, exposto a futuros ataque de animais, ou até mesmo mais ninjas, então levou-o para casa. Chegando em casa, informou ao seu marido, Akira, um simples camponês, mas de bom coração, o que descobriu em sua viagem. Os dois conversaram bastante entre si sobre a criança, e pelo fato de serem caridosos e não possuírem filhos, decidiram adotar a criança, e lhe deram o nome de Yuuki, que significa felicidade, pelo fato do casal finalmente terem conseguido uma criança para cuidar.

Um fato interessante sobre onde o casal residia, é que ninguém daquele vilarejo tinha habilidade suficiente para a arte ninja. Nenhum deles possuía um clã, e muito menos Kekkei Genkai ou Jutsus, o máximo que tinham era Reika, que possuía bastante conhecimento sobre o Mundo Ninja, mesmo não tendo habilidade para tal, e sobre medicina, mas isso mudou quando Yuuki fez quatro anos. Ao completar essa idade, era apenas uma inofensiva criança brincando no quintal de sua casa, quando avistou uma borboleta passando. Curioso, se aproximou da mesma e a capturou com as mãos, mas quando as abriu, a borboleta estava completamente rígida, presa por cristal vermelho, mas ainda continuava linda, e certamente ficava mais ainda com o brilho daquela pedra valiosa. Yuuki foi correndo até sua mãe mostrar o que tinha feito, e quando a mesma descobriu como o mesmo tinha feito aquilo, ficou admirada com tamanha habilidade, e foi assim que surgiu a primeira criança com o dom do Ninjutsu naquele vilarejo. Mas é claro que boatos se espalham rapidamente, todo o pessoal do vilarejo conhecia a habilidade de Yuuki, que era difícil ser encontrada no Mundo Ninja, uma Kekkei Genkai única e rara, e justamente por isso, a notícia acabou chegando a ouvidos errados. Uma trupe de bandidos soube da criança e de sua habilidade tão rara, e devido a esse motivo, atacariam o vilarejo ao anoitecer e raptariam o menino.

No dia da invasão Yuuki estava dormindo, mas acordou com o barulho de destruição e berros vindos de fora de sua casa. Seus pais então foram até o seu quarto, acolheram o seu filho e lhe informaram de uma forma pacífica, como se explicaria para uma criança, a situação decorrente: "Que homens maus queriam pegá-lo". Os três saíram de casa desesperadamente. Reika carregava seu filho no colo, enquanto Yuuki via pessoas com quem conviveu sua curta vida morrendo, desde crianças da sua idade até idosos. Os três conseguiram fugir para uma floresta perto dali, mas algo que eles não esperavam aconteceu, um dos bandidos conseguiu segui-los, e corria atrás deles com uma espada em mãos, prestes a matá-los. Mas Akira não iria deixar sua esposa e seu único filho morrerem, então o mesmo partiu para cima do bandido, tentando confrontá-lo e gritando para sua mulher correr. Reika aterrorizada não conseguia sair do lugar, começava a gritar e chorar enquanto assistia junto ao seu filho a cena de seu marido enfrentando o bandido. Por uma questão de sorte, o bandido acabou escorregando em uma poça no meio da batalha, o que deu uma oportunidade de Akira roubar a espada e cravá-la em seu abdômen. Com isso deu a luta por vencida, deu as costas ao seu inimigo abrindo um imenso sorriso para sua mulher, que sorria de volta, feliz por ele ter conseguido ganhar, mas algo inesperado aconteceu. O homem não havia morrido, e quando Akira deu-lhe as costas, uma espada atravessou suas costas, acertando seu coração, após isso, o bandido não aguentou o ferimento em seu abdômen e caiu no chão novamente, morto. Reika tentou socorrer seu marido, mas mesmo tendo conhecimento em medicina não conhecia jutsus para realizar nenhum ninjutsu médico, e a única coisa que pôde fazer foi chorar, enquanto escutava as últimas palavras dele: "Fuja com nosso filho, não deixem eles encontra-los". E esse acabou sendo seu último suspiro. Reika então fugiu com Yuuki, que tinha acabado de ver seu pai sendo assassinado na sua frente.

Um ano se passou, e os dois viajaram para diversos locais em um tempo tão pequeno, migrando até achar um local adequado para morar, longe de perigos. Conforme os lugares iam passando, Yuuki foi informado por sua mãe para que nunca usasse suas habilidades, pois poderia atrair mais pessoas interessadas nelas, assim como aconteceu em sua terra natal. Em cada terra que passavam, Reika recolhia informações e produtos para uma experiência que começou a produzir nesses anos de viagem, e conseguiu produzir uma pílula de soldado especial, mas ainda não tinha sido testada, pois não tinha cobaias para tal ato, e não iria realizar essa atrocidade com um ser humano. Apenas reviu todos os passos seguidos até atingir aquela fórmula da pílula, pelos seus cálculos não podia estar errada, e era o que esperava, porque aquela pílula era para nada mais nada menos que o seu próprio filho. A mesma colocou a pílula em um aro de metal como se fosse um cordão e deu para o seu filho, que no momento tinha cinco anos, alertando o mesmo que só usasse aquilo quando estivesse em extremo perigo de morte e não houvesse mais chances de sobrevivência. Yuuki concordou com sua mãe sem exitar.

Meses se passaram, e no meio das viagens, Yuuki achou um gato de rua, e o mesmo ficou fascinado com o animal e se apegou muito ao bichano, pois tirando sua mãe, ele era o único que não contaria seu segredo para os outros, e assim não saberiam de sua Kekkei Genkai, podendo viver em paz. Yuuki então deixou de acreditar nas pessoas, confiando apenas nos gatos, aos quais seriam muito mais fiéis. Com sorte e a bondade de sua mãe, o menino de mechas ruivas conseguiu ficar com o gato de rua, e o apelidou de Nyanmaru (Nyan = Som dos gatos + maru = Sufixo para homens).
Mais meses de viagem passaram, até que chegaram a uma ilha com um formato de lua minguante, conhecido como País da Lua. Nessa ilha, encontraram uma vila pacífica e calma, um bom lugar para refugiados morarem, e pela bondade do Tsukikage, puderam adentrar nos territórios de Shiogakure no Sato. Aquele dia era exatamente o aniversário de Yuuki, e recebeu o melhor presente que sua mãe pôde lhe dar, um lar.

Aos seis anos, Yuuki ficou decidido, queria entrar para a Academia Ninja, estava cansado de fugir, mesmo tendo um bom lar atualmente. Sua mãe teve receio sobre isso no começo, mas acabou aceitando, não podia proibir seu filho do desejo de proteger sua mãe e seu querido gato de estimação, ambos sua família. Mesmo tendo um grande intelecto para alguém da sua idade, escondia isso na academia, pois não queria se destacar entre os demais e chamar atenção para si, e mais uma vez ser descoberto por pessoas erradas, e por isso, acabou de formando como Genin apenas aos treze anos, mesmo tendo oportunidades antes disso.

Ninjutsu (3/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (2/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (2/5)
Velocidade (2/5)
Stamina (2/5)
Regeneração (1/5)



Última edição por Yuuki em Sex Abr 22, 2016 11:59 am, editado 7 vez(es) (Razão : Altura e peso desproporcionais)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aburame Shiryu




MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Qua Nov 18, 2015 1:47 am



Nome: Aburame Shiryu

Idade: 13 anos

Descrição física: Shiryu usa os tradicionais óculos escuros do clã Aburame. Por trás das lentes, seus olhos são muito azuis. Sua pele é clara e seus cabelos estão sempre bagunçados, como se ele não tivesse gastado nem 5 segundos para penteá-los (o que é uma verdade). O garoto geralmente usa camisetas, expondo os braços magros pela baixa quantidade de exercícios. Além disso, ele sempre veste uma capa azul com um formato bastante peculiar.

Clã: Aburame

Kekkei genkai: Mushi no Kokkai no Jutsu (Técnica do Lamento dos Insetos)

Natureza de chakra: suiton

Armas e objetos característicos: -

Personalidade: Shiryu é extremamente preguiçoso. Se houver alguma forma mais simples de fazer qualquer coisa, certamente será a forma escolhida por ele. O garoto não gasta muito tempo cuidando da aparência ou das vestes, simplesmente vai do jeito que der. Detesta ter que trabalhar em equipe, pois lidar com individualidades é chato e complicado. A única coisa da qual jamais reclama ou se cansa é de estar com a sua mãe.

Biografia: Nem sempre Shiryu foi tão desleixado. Seu pai foi um shinobi importante na história da vila, portanto vivia sempre ocupado, cheio de obrigações e estressado, chegando inclusive a agredir Shiryu e sua mãe, Misaki. Vivendo essa vida sob pressão e cheio de afazeres, Shinoda morreu em uma parada cardíaca quando Shiryu tinha apenas sete anos.

Desde então, o garoto decidiu que não seguiria os passos de seu pai. Não iria arrumar milhares de tarefas para si, nem se pressionar por algo que não consegue ou não tem vontade de fazer. Na medida do possível, queria viver livremente, sem ser corroído pelas responsabilidades.

Ele detestava lutar utilizando os insetos, e nunca se deu bem com eles. Era péssimo em combate corpo-a-corpo e achava maçante ter que aprendê-lo. O garoto aprendia a ser ninja a contragosto, até descobrir que havia um pequeno grupo dentro do clã Aburame que utilizava insetos para prender os inimigos em genjutsus. Era perfeito, e daria menos trabalho para aprender, não exigia muito esforço físico como no taijutsu ou lidar com coisas perigosas como no ninjutsu, certamente o caminho ideal para alguém tão preguiçoso quanto Shiryu.

Não é como se ele tivesse morar sozinho para aprender com os especialistas em genjutsu, mas passou a ficar mais tempo com eles do que em casa, com a mãe. Como uma forma de aliviar a saudade, Misaki lhe fez uma capa azul, da mesma cor da carapaça dos insetos que a partir de agora acompanhariam Shiryu pra onde quer que ele fosse. Quando ele a vestia, de alguma forma, se lembrava da única responsabilidade à qual realmente valia a pena se prender: a sua família.

Ninjutsu (3/5)
Genjutsu (4/5)
Taijutsu (1/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (1/5)
Velocidade (1/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (2/5)


Última edição por Aburame Shiryu em Ter Maio 03, 2016 3:46 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nara Shizuko

avatar

Idade : 14

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Qua Nov 18, 2015 1:56 am



Nome: Nara Shizuko

Idade: 12 anos

Descrição física: Shizuko tem cabelos pretos curtos, cortados na altura do queixo. Ela costuma usá-los presos. Bem baixa para alguém de sua idade (tem 1,42 m), ela foi apelidada de Chibi na academia, mas detesta ser chamada assim. Com olhos pretos penetrantes e sorriso fácil, ela usa um kimono roxo, com a manga direita arriada, um top feito com ataduras e sandalhas ninja comuns na cor azul.

Clã: Nara

Kekkei genkai: Liberação de Yin - Manipulação de sombras

Natureza de chakra: Katon

Armas e objetos característicos: Shizuko carrega um grande pergaminho nas costas e usa no cabelo duas grandes agulhas feitas de material especial que emula chakra, da mesma maneira que as armas de Sarutobi Asuma.

Personalidade: Shizuko é mandona, rabugenta e metódica. Sempre arruma problema com os homens e não costuma aceitar passivamente autoridade. Porém, com os amigos, costuma ser bastante protetora e preocupada. Ela também é uma jogadora inveterada, e costuma se sair muito bem em todo o tipo de jogo, desde shougi, até poker.

Biografia: A vida de Shizuko não é tão especial. Ela é filha de um ninja do cla Nara, Shikadai, com uma camponesa do País da Lua que conheceu durante a Quarta Guerra Mundial Shinobi. Após a guerra, ele permaneceu seis anos com a nova família. Nesse meio tempo, ensinou as bases das habilidades e práticas Nara para a filha. No entanto, ele teve que voltar para a vila, sob pena de ser considerado um traidor da vila e do clã. De qualquer forma, Shikadai teria que responder por sua longa ausência e com certeza acabaria punido pelas regras de Konoha. Temendo que a liderança do clã obrigasse a menina a também vir para a vila, ele bolou uma alternativa.

Nessa época, ele ficou sabendo que uma vila ninja estava sendo formada por um shinobi que conheceu durante a guerra. Então, mandou que a filha e a mulher fossem viver em segredo em Shiogakure, onde ela estudou na Academia Ninja. No entanto, antes fez com que Hiko assumisse o compromisso de esconder do mundo exterior o fato de uma Nara estar em sua vila. Shizuko não sabe de nada disso, e cresceu revoltada com os homens, acreditando que seu pai abandonou a família.

Ninjutsu (3)
Genjutsu (1)
Taijutsu (1)
Fuinjutsu (3)
Força (1)
Velocidade (2)
Stamina (2)
Regeneração (1)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Megumi Meruro

avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Qua Nov 18, 2015 10:03 am

Meruro Megumi

                                                       

Nome:  Megumi Meruro
Idade:  13
Descrição física : Megumi  é alta e magra e tem pele clara. Cabelos compridos, de cor marrom-avermelhado, que geralmente está arrumado em um coque ou rabo-de-cavalo. Olhos num tom cinza-escuro, e de expressão desafiante. Orelhas pequenas e lábios finos.
Clã: Meruro
Kekkei genkai: Dominação de Sakuras
Natureza de chakra : Suiton e Doton
Armas e objetos característicos : Guan Dao
Personalidade:  Megumi é um pouco fria e ríspida, principalmente com desconhecidos. Não aceita desaforo, e perde a paciência facilmente. É muito competitiva, odeia perder e ficar atrás dos outros.

Adora batalhar, sendo uma das fontes de diversão favorita. Adora debochar quando vence alguma batalha, e reduzir a auto-estima do oponente derrotado.

Gosta de comandar, e não gosta que duvidem dela, ou não queiram seguir o que deseja. Ela pode até ser doce em alguns momentos, mas são raros os mesmos. Ela normal é como se estive em uma TPM eterna.
Biografia : Assim como qualquer Moruro, seguiu a tradição deles à risca. Filha de um dos membros importantes de seu clã, foi destinada a ser uma guerreira exímia e líder desde cedo. A arma que recebeu quando nasceu, foi um Guan Dao, uma espécie de lança típica de líderes de exército.

Na sede Meruro, Megumi não tinha o mesmo tempo livre das outras crianças. Ocupava a maior parte do seu tempo estudando sobre o passado de seu clã, técnicas de liderança e coisas do tipo. Essa falta de convivência foi o principal motivo de sua grosseria.

Quando já era mais velha, teve de se mudar para a Vila Oculta da Maré no País da Lua, junto com alguns outros membros do clã, além de seus pais, é claro. O motivo da mudança, foi para encontrar antigas escrituras ou informações sobre o Clã Meruro, que havia ficado disperso  pelo mundo. Lá, que Megumi continuou seus passos para ser uma ninja.

Ninjutsu (3/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (3/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (2/5)
Velocidade (2/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)



Última edição por Megumi Meruro em Seg Nov 23, 2015 7:27 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Suyin Ritsudō

avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Qui Nov 19, 2015 11:37 pm




Nome: Suyin Ritsudō

Clã: --

Idade: 13

Descrição física: Pele bem pálida, cabelos negros, lisos e compridos, olhos verdes. Veste-se com uma camisa branca de tecido, além de colete de botões e saia de pregas bem ajustados e pretos.  Roupa típica de quem toca em orquestras, mantém a classe sem atrapalhar os movimentos durante a luta.

Kekkei genkai: --

Natureza de chakra: Katon

Armas e objetos característicos: Um violino especial, capaz de conduzir seu chakra, com o qual executa ninjutus e genjutus.

Personalidade: Suyin é séria e fechada, não demonstra muito seus sentimentos com palavras ou ações - prefere fazê-lo através da música. Não é rápido ou fácil ganhar intimidade e confiança com a menina. Calma e controlada, a kunoichi não costuma perder a cabeça ou se descontrolar por qualquer coisa, evita brigas desnecessárias. Prefere mostrar seu potencial com ações, e não com palavras.

Biografia: Suyin nasceu na Vila Oculta do Som, numa família com tradições que remetem aos antigos bardos. Eram muito conhecidos pois apresentavam em todos os eventos da cidade, desde os populares até os frequentados por pessoas de alto escalão. Contando com certo prestígio na vila, os Ritsudō tinham uma boa condição de vida, mas precisavam trabalhar bastante para mantê-la.  Eram considerados apenas civis indefesos que viviam da música, mas na verdade sua família preferia não mostrar que treinavam as artes ninjas para sua própria defesa.  Em mais de uma ocasião, tentativas de saque às casas da família foram frustradas de maneira que permaneceu misteriosa para os outros cidadãos.

Quando bem pequena, como é tradição na família desde os tempos mais remotos, Suyin foi apresentada a vários instrumentos diferentes, para escolher com qual se identificava mais e que aprenderia a dominar – tanto na arte quanto na luta. Escolheu o violino, e o luthier da família fez um para ela, adaptado para reagir ao chakra da menina.

Sua vida foi bem normal, na maior parte do tempo. Passava a maioria de suas horas ensaiando, fosse com seus pais e irmãos ou sozinha. Graças a seu trabalho, pôde conhecer várias facetas da sociedade de Otogakure. Não freqüentou a academia ninja, recebendo todo seu treinamento shinobi em casa, de maneira reservada. Alcançou um nível excepcional no uso dos jutus próprios da família, e na manipulação de ninjutsus e genjutsus com seu instrumento. Sua habilidade física, porém, nunca foi muito desenvolvida por causa desses fatores.

Tudo mudou quando a vila começou a ficar mais violenta e eventos estranhos começaram a acontecer nos arredores. A irmã de seu pai sua foi sequestrada por Orochimaru e passou então a servi-lo. Foi então que seus pais, e mais alguns familiares, decidiram sair da vila com medo de que o interesse no clã fosse perigoso; migraram até Shiogakure no Sato e pediram abrigo. Já estabelecidos na vila, seus pais mantiveram a função, enquanto Suyin estava prestes a iniciar seu treinamento como genin.


Atributos:

Ninjutsu (4/5)
Genjutsu (4/5)
Taijutsu (1/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (1/5)
Velocidade (1/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)


Última edição por Suyin Ritsudō em Qui Nov 19, 2015 11:43 pm, editado 1 vez(es) (Razão : HTML)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sakuya Himura

avatar

Idade : 16

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Nov 20, 2015 1:52 am




Nome: Sakuya Himura
Idade: 14 anos

Descrição física: Ter nascido uma Himura a deixou sem quaisquer características do clã. Sakuya herdou a cor vermelha de seu longo cabelo da própria mãe, assim como os olhos grandes e claros como mel. Não é tão baixa (medindo 1,56m), pele bem branca, magra e bastante atraente. Utiliza luvas e longas sandálias, veste um casaco entre os tons preto e cinza, de modo que ainda há um decote um pouco abaixo de seu pescoço. Ela usa uma espécie de saia justa, amarrando sua hitaiate de Shiongakure na cintura e sua bolsa de utensílios ninjas presa atrás dessa mesma saia.

Clã: Himura
Kekkei genkai: Doku no jutsu
Natureza de chakra: Suiton e Fuuton
Armas e objetos característicos: -

Personalidade: Sakuya é calma, sangue-frio, calculista e principalmente alguém que age duro consigo mesma, recusando-se a deixar as pessoas ver o seu lado mais vulnerável, uma atitude que tomou depois da morte de sua mãe. Embora inicialmente possa parecer fria com estranhos, ela é bastante sonhadora e está sempre tentando evoluir como ninja. Não é de confiar em qualquer um, sendo violenta e desagradável na maior parte do tempo.

Biografia: Shinra e Mitsuki foram nobres e valentes Himuras que desde a adolescência estiveram vagando pelo mundo, longe da sede do clã (no país da nuvem), exibindo a cultura do seu povo e ajudando àqueles que precisavam por onde passavam. Na época ofereceram assistência na construção de Shiogakure no Sato e devido à gravidez se oficializaram naquele mesmo lugar, tornando-se ninjas respeitados e influentes na vila onde tanto atuaram a partir de então. Com o passar dos anos o único filho desse casal, Hideki Himura, nasceu e com a influência dos pais tornou-se também alguém importante. Casou logo cedo com uma mulher e juntos tiverem Sakuya também como única herdeira da família. Quando ainda pequena a sua mãe, uma excelente médica, de uma hora pra outra ficou muito doente e incapaz de trabalhar; enquanto seu pai não fez nada exceto passar a maior parte dos seus dias atrás de dinheiro para si mesmo. A garota perdeu um ano da academia mas não ligou de ficar para traz, e independente de ter de dividir grande parte de sua infância cuidando de sua mãe, nunca reclamou sobre aquele seu modo de vida, não se importava que as outras crianças brincavam sem ela, afinal, um dia finalmente tudo mudaria.

Apesar da ótima relação com sua mãe, isso sempre foi um pouco diferente quanto à seu pai, e ela tinha seus motivos. Desde cedo esteve submetida a diversos treinos rigorosos, Hideki sempre teve a ideia de torna-lá a mais forte o possível para que um dia a menina se tornasse a líder de Shio (o que nunca foi um sonho próprio dela) e o sustentasse. Por muitas noites ela ficaria na cama, fantasiando sobre a vida de um guerreiro, era algo fantástico. Queria ser pelo menos uma heroína assim como as das histórias que ouvia das pessoas. Um ano depois do falecimento de sua mãe entrou na academia ninja, Sakuya tinha 13 anos de idade nessa época, e ainda tentava superar as dificuldades que surgiram na sua vida, sempre olhando para o seu futuro. Foi então uma das mais brilhantes da classe e apenas naqueles meses que se passaram notou que os treinos de dia e noite com seu pai realmente valeram toda a pena. Concluiu a academia e foi promovida a genin, agora ela completava 14 anos, sua vida como shinobi estava só começando a partir dai.


Ninjutsu (3/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (1/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (1/5)
Velocidade (3/5)
Stamina (2/5)
Regeneração (3/5)


Última edição por Sakuya Himura em Sex Nov 20, 2015 4:27 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yokaze Hiko

avatar

Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Nov 20, 2015 2:21 am

Aburame Shynia - Aprovado!
Hyuuga Dageki - Aprovado!
Inuzuka Naoko - Aprovada!
Yuuki - Aprovado!
Aburame Shiryu - Escolha apenas uma natureza elemental para começar. Corrigindo isso, estará aprovado.
Nara Shizuko - Takeshi-san avalia.
Meruro Megumi - Aprovada!
Suyin Ritsudo - Aprovada!
Himura Sakuya - Aprovada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Tobiatsu

avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sab Nov 21, 2015 5:31 pm

Nome:  Sarutobi Tobiatsu
Idade: 13
Descrição física:


Cabelos em um tom de mel (?), exatos um metro e cinquenta e cinco de altura, pele um pouco mais pálida que o normal,corpo saudável, olhos verdes , olhar frio e um sorriso radiante. Prende sua bandana na cabeça e usa roupas de cor azulada que é sua cor favorita.
Clã: Sarutobi
Kekkei genkai: -
Invocação: Maacaco
Natureza de chakra : katon
Armas e objetos característicos : dois bastões que emulam chakra.
Personalidade: Sonhador, tímido, alegre , tem uma grande força de vontade e sempre está disposto a ajudar os outros porém não sabe como iniciar assunto e fica nervoso facilmente quando é obrigado a se comunicar com alguém.  
Biografia: Orfão de mãe Tobiatsu sempre foi repreendido pelo seu pai super protetor que  não o deixava fazer nada. Desde pequeno se sentia abandonado pelo seu pai que era um forte jounin que viajava muito em missões. Tobiasu ficava em casa sonhando em ser um ninja poderoso, mais forte que seu pai, queria dominar todos os jutsus possíveis.
Como ficou muito tempo em casa ele tem dificuldade de se comunicar com as outras pessoas e também  tem o sonho de viajar por toda a nação ninja, para conhecer todos os lugares bonitos do nosso planeta.


Ninjutsu (2/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (2/5)
Fuinjutsu (1/5)
Força (3/5)
Velocidade (2/5)
Stamina (2/5)
Regeneração (1/5)


Última edição por Sarutobi Tobiatsu em Dom Nov 22, 2015 6:23 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hannmaru-Chan

avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sab Nov 21, 2015 5:46 pm



Nome: Halloween Hannmaru
Idade: 13 anos

Descrição física: Hannmaru sempre foi destratada por ser uma garota, por conta disso nunca abraçou sua feminilidade. Seus cabelos são longos e rosados, mas ficam escondidos dentro de sua vestimenta, tem estatura média e traja um sobretudo preto com capuz que tampa todo o seu torso, usa shorts e chinelos da mesma cor da capa. Qaundo entrou na puberdade passou a usar faixas para disfarçar os volumes dos seios.

Clã: -

Kekkei genkai: O Elemento Ácido (沸遁, Futton) é um elemento que dá a capacidade de criar ou controlar o vapor. Herdado de sua avô materno, o que pode significar que pula gerações.
Natureza de chakra: Suiton e Katon.

Armas e objetos característicos: A família de Hannmaru é muito habilidosa com a produção de marionetes, reservando as criações mais fortes e únicas para si mesmos. Hannmaru tem acesso a apenas as 5 marionetes especias de seu clã, que eram previamente usadas pelo seu irmão na época que o mesmo era um genin. Apesar de ser muito habilidosa Hannmaro não é eficiente na utilização de múltiplas marionetes.(As cinco marionetes ficam seladas em pequenos chaveiros que se assemelham com mini bonecas voodoo)





Personalidade
: Hannmaru é sarcástica, orgulhosa, destemida e imprevisível, odeia ser ignorada ou subestimada, por isso esta sempre a procura de melhora suas técnicas. A principio Hann pode parecer imprudente, mas apesar de sua personalidade explosiva, em combate Hannmaru sabe tomar o controle da situação e nunca age sem calcular seus movimentos, é extremamente inteligente e odeia lutar sem um plano efetivo.

Biografia:  Hannmaru nasceu em uma família tradicional de Titereiros,apesar disso, por ser a mais nova de dois irmãos seu pai não viu necessidade alguma em treina-la na arte das marionetes, ou em qualquer outra atividade relacionada ao mundo ninja,isso porque seu único objetivo era espalhar pelo mundo ninja a qualidade das marionetes que produzia e um único ninja poderoso era o suficiente para alcançar tal objetivo . Seu irmão mais velho era um lutador nato, capaz de coordenar ataques com até mesmo 5 marionetes, a esperança da família estava toda no jovem prodígio.

Hann era muito próxima de sua mãe e saía com ela para colher flores todos os dias, era definitivamente sua atividade preferida. Um dia ensolarado e aparentemente perfeito Hannmaru saiu a procura de flores bonitas para fazer uma tiara, para presentear seu irmão que retornaria de sua primeira missão como Anbu. Quando finalmente encontrou as flores perfeitas para compor a tiara retornou para casa, só para presenciar o momento em que um ninja do esquadrão de seu irmão retornara com a mensagem de que o mesmo não tinha sobrevivido, toda a família ficou extremamente desolada, principalmente o pai da menina, que colocou toda esperança que tinha no garoto.

Cansada de ver seu pai lamentar pelos motivos errados, decidiu que tomaria o lugar de seu irmão como a "esperança" da família, porem mesmo apresentando um talento inegável seu pai se recusou a treina-la de forma intensiva, afirmando que o campo de batalha não era um lugar para garotas. Revoltada com seu pai e frustrada com todo aquele papo sem fundamento a menina começou a treinar sozinha sempre que podia, sempre evitando ser descoberta por seu pai, que desaprovaria sua decisão e provavelmente daria mais um de seus discursos de como todo o seu esforço era inútil, porque ela nunca chegaria aos ao pés de seu irmão.

Atributos:

Ninjutsu (4/5)
Genjutsu (3/5)
Taijutsu (0/5)
Fuinjutsu (3/5)
Força (1/5)
Velocidade (1/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Koori Fuyuki

avatar

Idade : 17

Ficha do personagem
Rank: Genin

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Dom Nov 22, 2015 2:23 pm


Nome: Koori Fuyuki.
Idade: 14 anos.
Clã: Koori.
Kekkei genkai: Hyouton.
Natureza de chakra: Suiton e Fuuton.
Armas e objetos característicos: --


Descrição física: Os cabelos pretos levemente bagunçados e olhos escuros contrastam com a pele pálida de Fuyuki. As vestes todas negras possuem detalhes em tons de cinza e se ajustam ao corpo magro. É comum vê-lo usando uma camiseta gola V, uma calça com cinto, botas e um trench-coat (tipo de casaco) longo, muito semelhante a uma capa.

Personalidade: Exigente, impaciente e calculista, Fuyuki é uma pessoa extremamente perfeccionista. O Koori gosta de se destacar e de ser o centro das atenções, sendo bastante dramático e vaidoso, além de arrogante com quem não consegue acompanhar seu desempenho. Espera de si e dos outros apenas o melhor, embora trabalhe bem em equipe e tenha grande afeição pelo companheirismo, mesmo que sinta dificuldade em expressar seus sentimentos. Costuma ser agitado e alegre, mas seu humor tende a transformar-se rapidamente se alguma coisa dá errado. Conversa apenas o necessário quando não é íntimo das pessoas, pois prefere ouvir do que falar.

Biografia: Nascido na área rural do País da Água durante uma forte tempestade de inverno, seu nome não poderia ter sido outro, "Árvore do inverno". A mãe de Fuyuki, uma renomada fazendeira, é descendente do antigo e poderoso clã Koori, embora nunca tenha aprendido a usar seu dom natural, vivendo como uma simples cidadã; o medo ainda era muito grande, mesmo após a última Guerra Ninja. Quando Fuyuki despertou indícios de que possuía, assim como sua mãe, a Kekkei Genkai do Hyouton, os pais tentaram de tudo para que isso não tornasse-se concreto, mas os esforços foram em vão.

O desejo pelo poder e pelo conhecimento cresciam a cada dia. Fuyuki simplesmente não conseguia esconder sua natureza, ao contrário de sua mãe, que abdicou de tudo o que poderia se tornar para viver no ambiente pacato do campo. Ele é ambicioso e não consegue se contentar com a nula instrução sobre suas poderosas habilidades e passado do clã.

Atrasado pela insistência da família em negar seu verdadeiro eu, Fuyuki não participara da Academia Ninja na devida idade, sendo que o sonho de se tornar um grande ninja não desaparecia de sua fértil imaginação. Um dia, cansado de viver escondido como uma pessoa qualquer, o garoto Koori pega uma quantia significativa de dinheiro e foge para Shiogakure no Sato, onde dá o primeiro passo para se tornar um grande e influente shinobi.

Atributos:

Ninjutsu (4/5)
Genjutsu (0,5/5)
Taijutsu (0,5/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (1/5)
Velocidade (4/5)
Stamina (3/5)
Regeneração (1/5)


Última edição por Koori Fuyuki em Dom Nov 22, 2015 5:07 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Na categoria "personalidade" trocar a palavra calmo por agitado.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yokaze Hiko

avatar

Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Dom Nov 22, 2015 7:49 pm

Sarutobi Tobiatsu - aprovado!
Hannmaru - Aprovado!
Koori Fuyuki - Aprovado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Huryma Kuro

avatar


Ficha do personagem
Rank: Genin

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Qui Maio 19, 2016 5:04 pm



Nome: Huryma Kuro

Idade: 15 anos

Descrição física : Kuro tem o corpo esguio, alto demais para sua idade. Tem cabelos negros e olhos da cor cinza que em alta luminosidade aparentam ser um azul desbotado. Possui duas marcas embaixo de seus olhos na cor roxa. Suas roupas são comuns, uma calça e uma camisa ambas pretas. Carrega em sua cintura um cachecol roxo (primeiro e único presente que recebera na vida, dado por sua falecida mãe) o qual Kuro põe no pescoço somente quando luta.

Clã: Huryma

Kekkei genkai: Suton (Estilo do Vidro)

Natureza de chakra : Doton, Katon

Armas e objetos característicos: Uma katana que recebeu de seu pai, a Sasayaki ("Sussurro", pois é o único som que aqueles que empunham a arma ouvem de seus oponentes antes de caírem mortos ao chão).

Personalidade: Kuro é um rapaz quieto. Sua criação foi apenas com os objetivos de seu clã, o que não abriu espaço para Kuro aprender o significado de suas emoções. Ele não sabe o que é sentir afeição, desejo ou medo. Desde novo foi ensinado que suas emoções não importam, somente o comprimento do dever como assassino. Porém, sem saber o porquê, Kuro sempre acaba sorrindo enquanto luta, não um sorriso de alegria, mas um sorriso malicioso, quase piscicótico.

Biografia:
A história de Kuro começa com a vida de outro homem: Huryma Yamato. Yamato era o jovem filho caçula do líder do clã Huryma. O clã Huryma era temido por sua especialidade em assassinato, sendo um dos melhores clãs do ramo. O jovem Yamato sempre foi treinado nas artes de seu clã, desde os seus 5 (cinco) anos de idade, sendo digno de se tornar o próximo líder dos Huryma não fosse seu irmão Hojowo, pois era um assassino exemplar. Com seus 8 (oito) anos de idade executou seu primeiro trabalho de assassinar um shinobi inimigo que representava perigo para sua vila.
O rapaz era confiante e um tanto quanto seguro demais de si. Foi acompanhado por seu pai nessa sua primeira missão. Yamato interceptou o alvo no caminho que saía de sua vila, logo no início do combate Yamato percebeu uma ligeira diferença nas habilidades dele e de seu alvo. Acanhado com a possibilidade de derrota, Yamato pediu ajuda à seu pai, ele porém, não o ajudou, apenas ficou indiferente à situação. Esse momento de distração teve um alto custo à Yamato: seu olho direito. Um corte descendente do alvo de Yamato levou consigo seu olho. Yamato então foi envolvido  por um conjunto de medo e ódio, que o tornou uma máquina assassina sem controle. O oponente que antes exibia uma postura vitoriosa, agora não demonstrava nada mais além de terror.
A missão foi concluída com sucesso, porém, foi um pouco difícil provar o mesmo, pois Yamato em seu acesso de fúria transformou seu alvo em um amontoado de carne. Seu pai não se orgulhou tanto do feito de Yamato, já que o rapaz perdera um olho enquanto mostrava fraqueza, porém, o talento nato do garoto o salvara, provando que Yamato era um assassino por natureza.
Esse episódio não deixou apenas marcas físicas em Yamato, mas também marcas em seu espírito, não conseguia se perdoar pelo fato de ter se acovardado em frente a um inimigo. O rapaz redimiu isso para ele mesmo realizando inúmeras missões para seu clã e sua vila, mas principalmente para seu pai.
Quando estava com 16 (dezesseis) anos, Yamato realizou uma missão em plena luz do dia. Seu objetivo era aniquilar uma gangue de saqueadores que ia de vila em vila e para isso, Yamato preparou uma armadilha, em um pequeno vilarejo mercante. Yamato esperou pacientemente até que a gangue apareceu e começou sua pilhagem no vilarejo, ele não interveio, pois não era sua função proteger aquelas pessoas, somente matar a trupe. Quando o grupo estava prestes à sair do vilarejo Yamato deu início ao seu ataque: saiu dos arbustos rápido como o som e abateu rapidamente dois saqueadores e então se virou para os outros com espada em punho, a sua companheira de muitos assassinatos, a Sasayaki. Abatendo um por um, Yamato começava a pensar já ter finalizado o trabalho, quando os dois últimos saqueadores pegaram uma garota ruiva como refém. Yamato não deveria sentir diferença nenhuma, apenas teria que transpassar a garota com sua espada também, ela seria um sacrifício necessário para parar aquela trupe. Mas o rapaz sentiu algo em seu peito, um sentimento que nunca sentira antes, “Eu não posso matar essa garota” pensou Yamato sem saber muito o porquê. Ele então realizou alguns selos e em seguida, do chão subiram estacas de vidro, empalando os saqueadores atrás da garota os elevando do chão. A garota então escorregou dos braços do saqueador e antes de atingir o chão foi pega por Yamato, que sem saber porquê, se preocupou em abafar os ouvidos dela para que não ouvisse os grunhidos de agonia dos homens morrendo atrás dela. Quando os barulhos cessaram, Yamato levou a garota para longe dos cadáveres para que ela não visse a cena, e então procurou saber se ela estava bem. E foi assim que Yamato conheceu Auna, a mulher que seria a mãe de Kuro.
Yamato levou Auna com ele de volta para o clã, já que a garota não desgrudava dele, ela contara que não tinha pais, então não tinha motivo para ficar naquela vila, e ela também queria agradecer por Yamato salvá-la dos saqueadores, porém, o pai de Yamato disse para o garoto esquecer Auna, disse que ele devia se concentrar apenas nas suas missões, então o pai de Yamato fez com que o rapaz estivesse ocupado demais para prestar atenção à garota ruiva, enquanto enviou a mesma para a ala médica (sem que Yamato soubesse), pois sabia que o filho nunca mais se feriu em missões após o episódio com seu olho direito.
Anos se passaram, mas Yamato sempre pensava em Auna. Um dia, quando o rapaz completou um assassinato, resolveu procurar por Auna, ele não sabia como conversar com ela, mas sabia que precisava falar com ela, queria entender o que era aquilo que estava sentindo, e tinha quase certeza que aquela garota poderia explicar tudo. Quando finalmente a encontrou, Yamato fez questão de explicar detalhadamente como se sentia à cerca dela e pediu para que ela explicasse o porquê de ele se sentir assim. Quando terminou de falar, notou que a garota estava corada, e ele não entendeu o motivo disso então Auna o explicou que esse sentimento se chama amor, que pessoas que amam umas as outras são como os pais de Yamato que se importam uma com a outra, protegem uma a outra e constroem uma família juntos. “Eu me sinto assim em relação a você também” disse Auna, e então abraçou Yamato. Não foi um começo tão comum de um relacionamento, mas foi assim que o dos pais de Kuro começou.
Quando Yamato tinha 25 (vinte e cinco) anos ele e Auna se casaram, o rapaz, agora um homem, tinha aprendido sobre seus sentimentos com Auna e vivia uma vida feliz com sua mulher, porém, poucos meses depois, o pai de Yamato adoeceu e veio a falecer, deixando o posto de líder para Hojowo, o irmão mais velho de Yamato. O luto durou algumas semanas, mas Yamato tinha Auna ao seu lado para confortá-lo, os dois resolveram viajar um pouco enquanto o irmão de Yamato estabelecia sua liderança no clã. Alguns anos mais tarde, Auna deu uma notícia para Yamato: Ele seria pai!
A gravidez de Auna não foi nada complicada, nove meses simples de gravidez, porém, o mesmo não pode ser dito do parto. Auna acabou por não resistir ao parto de Kuro, o que deixou Yamato desamparado, “Desculpe, não vou poder ver nosso filho crescer, Yamato. Por favor, não o culpe por isso, crio para que se torne um homem forte como você.” foram as últimas palavras de Auna antes que fechasse os olhos em um sono interminável e sereno. Yamato sentiu em si um ódio crescente pela criança que tirara a sua mulher de sua vida, mas a pesar de tal ódio Yamato não matou seu filho, pois queria honrar o último desejo de sua mulher. Deu para a criança o nome Huryma Koroshi para que ele sempre se lembrasse do que tinha feito à sua mãe e mandou que marcassem duas linhas de cor roxa (a cor favorita de Auna) abaixo dos olhos da criança, para simbolizar as lágrimas que Auna derramou durante o parto.
Esse foi o início da história de Kuro.
Durante anos de sua vida seu pai o criou da mesma maneira que seu avô criou Yamato, com a diferença de que seu pai nunca parecia satisfeito com seu trabalho, mas Koroshi não sentia tristeza, na verdade, não sentia nada. À ele nunca foram ensinadas as emoções e muito menos para que cada uma serve, as únicas coisas que Koroshi sentia e entendia, eram fome, sono, sede e necessidade de cumprir seus treinos de assassinato.
Koroshi tinha uma vida amaldiçoada por seu pai, que queria que ele sofresse tanto quanto sua mãe em seu parto, por mais que os anos passassem, Koroshi ainda era odiado pelo pai, para falar a verdade, aparentava que seu ódio aumentava à cada dia de vida do rapaz. Algumas curandeiras do clã, viam as cenas todos os dias: Koroshi treinando até se cansar, estudando as artes do clã até desmaiar de cansaço, e Yamato ficar indiferente à isso. Não aguentando mais acompanhar isso caladas, um dia, duas curandeiras chamaram Koroshi para dentro de um depósito o qual Yamato proibira Koroshi de poder entrar. Dentro deste depósito estavam nada mais nada menos que as coisas de Auna, sua mãe. Pela primeira vez Koroshi tinha contato com algo relacionado à sua mãe, ele encontrou uma caixa, com três palavras escritas: “Para meu filho”. Quando abriu, Koroshi encontrou uma carta, e um cachecol roxo. A carta explicava à ele que sua mãe estava preocupada de não sobreviver ao parto, que ela tinha medo de Yamato descontar em Koroshi como estava fazendo e principalmente com medo de não poder entregar à ele o cachecol roxo, e pela primeira vez, Koroshi chorou de tristeza e começou a entrar em contato com suas emoções.
Semanas mais tarde Koroshi foi chamado por seu pai e quando ele entrou em seus aposentos, o homem estava chorando sentado em sua cadeira, Koroshi se sentiu estranho ao presenciar a cena, seu pai sempre foi imponente e linha dura e vê-lo agora chorando era a única coisa que Koroshi entendia: Tristeza. “Filho, desculpe pelo que eu fiz com você. Logo eu, que fui um dos maiores assassinos do clã por controlar absolutamente as emoções e cumprir o dever sem complicações, me deixei levar pelo ódio e estraguei sua vida meu filho. Sinto, que o único jeito de te libertar é deixar você partir, se quiser é claro.” disse Yamato ao seu filho. Koroshi aceitou a oferta, sentia vontade de conhecer o mundo e conhecer o significado dos sentimentos. “Hehe, você me lembra muito eu quando era jovem. Não posso permitir que saia daqui com esse nome, meu filho, a partir de hoje você se chamará Huryma Kuro.” Yamato abraçou seu filho pela primeira vez.
Kuro partiu daquele lugar, levando consigo o cachecol de sua mãe e a katana de seu pai, para que ele nunca ficasse sozinho. Kuro rumou para outra vila, para recomeçar sua vida e entender o significado dos sentimentos e quem sabe um dia, encontrar paz.




Atributos

Ninjutsu (2/5)
Genjutsu (1/5)
Taijutsu (3/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (3/5)
Velocidade (3/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Maio 20, 2016 4:14 pm

Huryma Kuro - Aprovado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://shiogakure.forumeiros.com
Kaguya Seiji

avatar


Ficha do personagem
Rank: Genin

MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Jun 03, 2016 6:58 pm

Nome: Seiji


Idade: 15


Descrição física: Sua feição inocente esconde suas verdadeiras habilidades de combate, ele é um jovem pequeno de cabelos negros, pele e olhos claros; seu cabelo castanho e desleixado cobre o lado esquerdo do seu rosto. Seiji costuma vestir um blusão escuro, calças jeans e usar um par de sandálias, além de amarrar sua bandana na cintura.


Clã: Kaguya


Kekkei genkai: Shikotsumyaku (Passagem dos Ossos do Corpo)


Natureza de chakra: Doton


Armas e objetos característicos: -


Personalidade: É uma pessoa tranquila, está sempre disposto à ajudar as pessoas ao redor, apesar de ser extremamente preguiçoso e desleixado. Seiji é realmente inteligente mesmo que sua aparência não aparente, muitas vezes ele surpreende com sua capacidade de entender e interpretar as coisas. Além de educado e calmo, sempre atrai amizades novas.


Biografia: O clã Kaguya era muito poderoso no país da água, na Vila Oculta da Névoa, por causa de sua Kekkei Genkai. Sempre que começava uma guerra eles eram solicitados e recompensados, o que fez seus membros rapidamente ganharem um certo prazer em lutas no geral, além de colher inúmeros famílias como inimigos. Talvez a história do clã devesse ter feito Seiji uma pessoa de personalidade dura e repleta de sede por sangue, muito pelo contrário.
Com o clã praticamente extinto (desde muitos anos atrás), antes mesmo da terceira grande guerra ninja acabar, os avós de Seiji fugiram do país quando tomaram consciência de que aos poucos os últimos ninjas daquele clã seriam caçados e mortos por seus rivais. No país da lua recomeçaram toda uma vida, longe das sangrentas batalhas que rodeavam os shinobis daquele clã. Tiveram o único filho, Kaguya Haki, que morou com os pais numa civilização pequena até se relacionar com uma ninja de Shiogakure, com quem casou-se e foi morar junto, trinta anos depois. O fruto daquele casal nasceu, Seiji também era um Kaguya como seu pai, um dos poucos que atualmente ainda deva existir nesta atual geração.
O garoto teve uma infância normal, por sorte cresceu numa época de paz, sem ter a verdadeira ciência da história de todos os descendentes já mortos em combates. Nos seus tempos livres treinava com seu pai ou ajudava sua mãe na lanchonete que ela trabalhava, até finalmente formar-se na academia e encarar o começo de uma jornada difícil que era ser um ninja.




Ninjutsu (2/5)
Genjutsu (0/5)
Taijutsu (4/5)
Fuinjutsu (0/5)
Força (3/5)
Velocidade (3/5)
Stamina (1/5)
Regeneração (1/5)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar


MensagemAssunto: Re: Registro de genins   Sex Jun 03, 2016 11:34 pm

Kaguya Seiji - Aprovado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://shiogakure.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Registro de genins   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Registro de genins
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» -- Alpha -- Sistema de Registro (web)
» [DUV] Chave de registro vb 2008 [DUV]
» Registro de Avatares Masculinos
» Janela Ao Logar Após Registro
» Registro de Photoplayers

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Shiogakure no Sato - Vila Oculta da Maré :: Tópicos Oficiais :: Registros-
Ir para: